MISSÃO EUROPA: MEMÓRIAS FAMÍLIA RANGEL

e ele dizia somos casal’ quixaba e hoje nós vamos ser uma família muito legal um casal que é uma benção vocês vão ver muita história ainda por aí obrigado em e para nós é uma alegria enorme tá aqui nessa casa tá aqui com vocês nessa casa aqui foi a primeira que nos recebeu que espanha e foi um recebimento de família né vocês para nós apresenta a família tá aqui com vocês a família assim que a gente tá muito feliz de poder fazer essa visita para vocês e tenha certeza que vai ser um tempo muito gostoso daqui com você e falando em família quer contar coisas de família em caso de família em família mandou né constamos até comentamos vocês essa série que fala um pouco sobre missões especificamente missões europa é impossível falar em missões da europa sem tocar na família de vocês e o possível e eu sei que tudo tudo tudo absolutamente tem um princípio tenho começo e hoje são que são mais lá no comecinho eu quero saber um pouquinho da história como que foi me chamado a bia falou assim eu vou ser missionária lá bom eu fui criada num ambiente cristão não é minha vida foi a igreja e igreja até hoje né eu não consigo ficar sem igreja e minha família muito dedicada também meu pai e minha mãe eu tive o exemplo da minha mãe fabuloso aquela dedicação total e eu segui os passos amigo natural a foi era minha vida era o natural e então claro na igreja participei cantei partes pedir grupos pequenos com juniores adolescentes com 15 anos já era professora da escola dominical das crianças e nesse período de adolescente nossa aí eu participei muito de acampamento das mensageiras do rei né no brasil era muito forte esses acampamento você crer que ainda são e participei desses acampamentos e e nos acampamentos a muita ênfase ah pois é pera missões de manhã de tarde à noite enfim a vida de missionário nós usamos a vida de um missionário naquela semana do acampamento e aquilo nos inspirava muito né então o que eu quero dizer que eu vivi uma vida normal de pessoa cristã sempre participando aí no acampamento no dia que o pastor branco de oliveira fez um chamado e quem queria a obra missionária viu eu quero aí foi onde vez digamos esse compromisso exatamente era é o momento que eu não esqueço na minha vida isso fez parte da minha vida deus me orientou estive nesse no instituto bíblico batista em curitiba foi bons momentos foi uma bênção que deus me deu estar ali não é e conviver com outras pessoas com o mesmo ideal com culturas diferentes porque vinham de cidades diferentes foi um foi momentos muito e aí já nesse semestre também nós aprendemos como trabalhar numa ebf escola bíblica de férias pois menina eu levei todo o material uma colega minha me deu uma orientação ali era a primeira vez e chegou no domingo sentei no órgão e fiz um prelúdio minha mãe ficou tão orgulhosa porque o sonho da minha mãe era que eu aprendesse música né muito bem a toquei a música naquela semana fizemos a campanha para uma e bf 100 crianças ali naquela naquela mdf duas ou três pessoas me ajudando eu não sei como é que eu consegui fazer isso para minha mãe mas deus quis morrer lá para ela que deus quis mostrar para ela que afinal faltava ainda um curso no seminário né enfim aí ela disse mesmo é a miriam

precisava mesmo ir para um seminário é isso também me trouxe alívio né e ver que ela entendeu ir logo né entendeu e logo então pastor e o senhor como é que foi quando foi que o senhor tivesse convicção de eu vou ser missionário olha realmente eu nasci em um lar cristão também não é e sempre muito envolvido com as crianças depois dos adolescentes etc é e tv sempre trabalhando na obra do senhor nós desde criança e para mim ouvir sempre sempre há um momento né em que deus confirma a nossa o nosso compromisso com ele eu aceitei a cristo quando tinha 6 anos de idades e e depois fomos mudar nos mudamos de londrina para para curitiba e ali foi quando eu comecei a me envolver mais uma obra do senhor não é desde criança eu queria a ofertar para missões etc e queria comprar a minha bíblia então eu pedi o meu pai se ele me dava uma caixa de engraxate não é para eu engraxar sapatos na rua e comprar a minha bíblia e dar para missões já com os meus 89 anos né eu essa era minha intenção meu pai disse que não que não me daria a caixa eu não precisa fazer isso não é então o vizinho que escutou a nossa conversação e até ele disse para mim depois eu vou te dar a caixa de sapato né então ele comprou para mim me deu a caixa de sapatos e eu comecei a sair depois da escola eu ia sair para para engraxar os sapatos tava com coração e dar permissões e para eu comprar também a minha bíblia eu queria comprar a minha bíblia ana que realmente depois saímos dali fomos para curitiba e eu já me progredir um pouco mais na minha vida profissional e eu passei a ser vendedor de picolé não é e eu vi é verdade que chupava o mais do que do que eu prendi né porque os meus amigos sempre olhava uns colegas não é assim foi a nossa vida mas sempre pensando em missões sempre pensando então até o dia que eu realmente já tomei uma decisão de servir ao senhor dedicar minha vida ao senhor mas aí eu já tinha 12 anos para 13 anos era o presidente do dos adolescentes não é presentes adolescente eu não vou aqui tem um espaço na nossa vida da minha vida em particular e para mim foi muito importante muito importante que foi o período em que no brasil houve um grande avivamento espiritual e as igrejas mais tradicionais foram divididas etc esse avivamento de 6064 e eu entrei nesta situação e minha vida mudou definitivamente na eu tive um encontro com o senhor especialíssimo quando bom dia nós fomos ao culto de quarta-feira e nos reunimos somente nós os adolescentes para o lanche orarmos pelos sem a presença de um adulto né e naquela naquela noite o espírito santo moveu tanto nosso coração que de repente começamos a confessar os nossos pecados e pedir perdão ao senhor e chorando e vou uma coisa tremenda que aconteceu e aí minha vida ganhou outro outro rumo na totalmente diferente então aí a e eu já sentia o a convicção de que deus me queriam no ministério e fui me preparando para isso não é preparando para isto eu já era estudava no colégio militar e era convidado pelos meus colegas para fumar para beber etc e tal para fazer coisas que não devia fazer eu sempre renunciando e no próprio colégio militar e todos eles me chamavam de pastorzinho águas o pastorzinho não é e então a minha vida já lá nos começos eu já sentia que deus queria que o serviço e o serviço não é e assim foi a depois comecei a evoluir envolver-me com coisas da juventude sempre envolvido não é com a rádio nós temos programas de rádio até um dia nós fizemos um programa juntarmo-nos cinco jovens e nós mesmo pagávamos o nosso programa de rádio para evangelização trabalho evangelização então nós temos um programa semanal e nós mesmos não é faziam eu escrevi as peças teatrais e ensaiava os os outros jovens e nós íamos as igrejas para apresentar essas peças teatrais eu fico pensando agora vamos lá a santa catarina paraná nós fomos a várias igrejas etc fazendo suas

apresentações que eu o e e assim foi o foi progredindo a minha vida até que chegou o momento em que eu entendi que o deveria abandonar tudo e ir para o seminário para melhor parar não a nós nos conhecemos e ir nos casamos e depois disto um ano depois nós somos para o seminário já em 1969 o nosso filho tinha tinha exatamente e 22 dias ou 30 dias por aí e aí começamos o nosso ministério também né porque já imediatamente eu já assumi a responsabilidade é de um grupo pequeno grupo numa congregação já ela eu assumimos a responsabilidade de conduzir aquele rebanho nando quando chegar rebanho e assim foi o princípio de tudo né o princípio de tudo e ao longo desses anos temos a benção de ser cuidados por deus e protegidos por ele é em todos os lugares onde fomos com missionários né e como pastores dentro do brasil então nós ficamos dentro do brasil os anos como pastores e depois saímos e 75 já para o nosso 1º campo missionário e paraguai muito legal paraguai açores braga sem depois voltamos para o brasil para o brasil mas anos mais né e depois da espanha esse pode estamos aqui 22 pedindo já verdade então nessa fase de transição de mudança legal porque eu tenho falado que essa série tem sido para mim um privilégio porque a gente decidiu começar ela nega com pessoas que marcaram nossa vida que o influenciaram e nós estamos casados há quase 19 levamos quase 15 anos aqui e é impossível a diária das nossas vidas em que vocês não tenham tido que influência hahahaha uma das maiores influências eu queria que resultado dico aconselhamento de tempo juntos foram os nossos filhos né vocês tem quatro filhos e para nós é uma referência como família vocês como casal vocês como pais como a voz e os filhos são referência também para nós tá gente sempre olhava falava assim temos muito que aprender e a gente tem tentado praticar os conceitos e uns conselhos para nós navegação dois vou falar dois mas o primeiro deles que eu que eu lembro foi que o senhor e a pastora amiga sem falar assim olha todo mundo programa tudo e essa hora essa hora que eu vou falar não vou perguntar vou contar né vamos aproveitar as memórias para contar também pessoas programam festa de aniversário festa 15 anos como que vai ser o quê que vai estudar que que vai mas dificilmente você encontra pessoas que vão sentar e vão organizar ao como eu quero educar os meus filhos onde eu quero que e nós não tinha os filhos né meu amor nós estamos tentando eu lembro que a gente tinha passado recente por um aborto e tal e vocês nos aconselharam isso e nós chegamos em casa naquele dia que fizemos uma lista de que tipo não tínhamos filho e não temos previsão né porque temos passado por essa situação e nós fizemos uma lista que que nós queríamos para os nossos filhos como seria educação se eles comeriam não doce até que a partir de saudade na governador ele tomaram refrigerante que escola que eles estudariam é algo parece louco mas que fez toda a diferença porque uma frase que se usou foi essa para você tem que saber o trigo que você quer seguir porque se vierem propostas que não estão de acordo com aquele propósito você vai ser mais fácil renunciar isso aconteceu várias vezes né e hoje glória a deus e o segundo cor e lembra a minha gatinha que é algo que influencia muito que foi a educação dos filhos de vocês foi com relação ao culto doméstico né praticaram isso é e vamos o culto doméstico como que é porque hoje em dia a gente não tem tempo a gente prática tá gente sabe como é que fica massa para tirar um prática aqui não pratica eu gostava muito desses momentos com eles e geralmente eles viram na cama verdade essa rodeava na cama comigo me lembro que nós memorizavam os textos bíblicos e cantava com eles e enfim e quando nós vemos o paraguai eu me lembro que me reunir com eles e nós cantamos hinos e cânticos em espanhol e eles contavam histórias em espanhol eles sabiam histórias da bíblia e nós tivemos bons momentos até fazer hoje a gente tem tudo aí né internet tudo porque a tua transmitir mas hoje o que eu vejo é importante é o pai e a mãe está junto tá bem o filme está lá

prontinho o vi e prontinho vai toma filho vai ver o vídeo ele não é a mesma material de apoio mas a presença dos pais pesa muito então é muito importante me lembro que nós temos um livro adquirimos um livro nos açores que era a horinhas com deus então tinha uma lição para cada dia aí nós dividimos as responsabilidade ele sai dissipada todos é um neural outro dia aí a cada dia a eles tinham tudo anotado tem aqui ali amanhã que aí a lendária latina é tudo anotadinho e nós temos assim aquele momento especial com eles que com certeza para ele tá bom sempre tudo foi muito espontâneo né eu realmente sempre tive muitos compromissos muitas responsabilidades viajando muito eu me lembro que uma vez eu cheguei de avião de manhã almocei com eles e à tarde já tive viajar bom então sempre com muitos compromissos não é mas a quando eu estava em casa fazíamos e quando eu não estava a fazia com eles porque essa era uma meta nosso objetivo que os nossos filhos realmente tivessem conhecimento da palavra de deus né e uma das coisas interessantes que aconteceu uma vez eu voltava de uma nós os dois voltaram nos de uma viagem numa quarta-feira e eu disse para mim e se fosse para levar um vamos vamos à casa para buscar as crianças para ir para o culto né para o culto de oração e quarta-feira aí de repente quando nós entramos numa rua de bem os quatro já há auliane segurando na mão do élder sou real estou na na mão do júnior os quatro com suas bíblias vindo para o culto de oração dando mais mais de 20 minutos porque o papai e mamãe não estava mais eles tinham responsabilidade estar na igreja então este compromisso eu estou foi adquirido dentro da nossa casa poder conhecer o papai e mamãe e sabiam que papai e mamãe eram responsáveis com as coisas do senhor e da igreja então esse foi tão natural para eles né então natural que para nós eram gozo é um gozo e aqui e a nossa vida de experiência com eles eles para eles e não precisar ela como ir para escola filho vai para escola não não precisava vamos filho vai para igreja não era a mesma coisa era a mesma coisa aqui e uma coisa que eu não me esqueço também essa para mim foi muito marcante essa experiência que o elton contou né porque eles podiam ter ficado em casa papai e mamãe não veio então nós vamos esperar por eles aquele sentido de compromisso isso marcou até hoje nós nos lembramos muito dessa experiência e uma quarta-feira uma quinta em braga isso é em braga o que nós estamos contando em bom então a minha filha estava cheia de exames tinha provas e tal e eu vi aqui os colegas dela nem sempre e eu a igreja no culto de oração e era para ter prova exame já sabia eles não iam à igreja no culto para ajudar né e eu disse filha fica você pode ficar você fica estudando você precisa mas ela achou um absurdo eu daquela sugestão para ela é e mas nem por isso meus filhos tiveram notas baixas sempre foram bem sucedidos igreja não tira atenção das crianças na escola ou ou como é esse tempo que eles tem que estudar superam eles superam alguma coisa que nos enche de orgulho e até satisfação mesmo né teve quatro filhos pensão então aí que é muitos filhos a nada eles afundarão filhos é os quatro filhos envolvidos com a gente no ministério e tudo mais teve uma uma as palavras açores é muita experiência em menina você é uma da igreja dos açores nós queremos mudar o horário de culto que o culto era tarde mas nós queríamos que fosse de manhã era o nosso costume e tal e nós propusemos então a igreja aquele grupo pequeno de crentes dos açores então nós propusemos para eles mudar o horário do culto para ser de manhã aí eu me lembro bem daquele irmãozinho a voz dele eles assim agora como as mulheres tem que fazer comida como é que elas vão vir a igreja não não vai ter ninguém e o meu marido sabiamente disse o seguinte pois irmãos paciência é uma coisa é certa a igreja eu não vai fechar a porta o tempo não vai ser

fechado eu e minha família estaremos aqui somos seis e sabe o que passou nenhuma vez nós tivemos só nossa família os crentes se sentir o mesmo chamados né para para guria é e foi muito bom que meus filhos já pequenos é já participar da escola dominical rauliane com 9 anos dirigi-la a clausura ou encerramento da escola dominical e na escola dominical eles estavam presentes sabe eles estão aí espalhados hoje né ai então é hoje hoje eles estão todos no ministério não é graças a deus são casados tem suas famílias mas isto também é outro aspecto é que foi sempre a minha opção e opção que os meus filhos fossem pastor isso os mercados exclusivamente ao ministério pastoral não era uma obsessão que eu tinha orando desde criança na disney adolescência para que deus salvasse os meus filhos e e antes de ter os filhos da orando pelas esposas para que os joia e eu oro pelos meus bisnetos já há seis anos todas as madrugadas não estranho toda via mas vou de luz já tenho dois netos casados então esperamos que os bisnetos comecem a chegar não é eu até fiz uma oferta por meu para o meu neto disse olha se você me der o primeiro bisneto eu te dou $30000 que eu não tenho aqueles ai que existisse a eles a cida hoje não tem voz então então a verdade é que nós temos orado já por eles e pela vocação deles né eu sempre a minha grande preocupação era esta não g os filhos para o inferno gerar filhos para o céu esse era minha obsessão e eu dizia ao senhor não quero que os meus filhos se percam o que passou foi que é deus atendeu às nossas orações não é e orando tanto pelo pelo chamado o primeiro pela salvação pelo chamado pelo casamento por todas essas coisas nós temos o cuidado eu sempre digo que nós os pais podemos ter os filhos que quisermos ter não é tudo depende dos nossos joelhos o joelho no chão e boca do pó e esse é o meu lembro um dos lemas de vida que eu tenho joelho no chão e boca no pó lamentações 3 29 então é pensando nisto eu sempre digo você pode ter os filhos que você quiser ter especialmente desde o ponto de vista espiritual porque se você dedicar tempo a interceder junto aos e pela salvação dos seus filhos e pela pela a profissão deles obviamente que deus vai ouvir que a gente fala que é duas missões e portas de seu pai geral filho trazer o filho ao mundo e ensinar eu chegar e a consequência de tudo isso hoje nós temos já nos netos na obra missionária minha neta está no navio né logos hope está vai estar andando por esse mundo de deus tem já quase um ano que ela está no barco vai ainda mais um ano e temos a nossa meta maior que já é uma pastora nos estados unidos ea está tendo um momento tá tendo umas experiências muito fortes no ministério e o irmão dela também muito envolvido no ministério do louvor e o propósito dele é ajudar no sustento de pastores que não tem o seu sustento eu posso dele para isso ele ganha bem eu ligo propósito dele é esse mas para investir em vidas de pastores hermes a gente até tem mais foto só tenho um neto também tá aqui em madrid né é o menino que está ruim eles todos estão envolvidos na obra ajudando os pais nos campos de missões porque nós temos cada filho no país né cada filho no país como missionários velho é o que nos substituiu aqui na igreja batista sevilha o a liane está nos estados unidos ea ministra de música da igreja etc teu ministério muito intenso na área da música a o outro filho está em moçambique o anderson é missionário em moçambique e é o júnior o júnior está em cabo verde pastoreando uma igreja chinesa e ao mesmo tempo dando apoio as demais igrejas evangélicas o trabalho ali e outro presente que eu considero de deus é como os pais meus

filhos nossos filhos também se identificam com os filhos e os filhos estão envolvidos no ministério com eles então a umas a seguimos o mesmo nossos filhos seguem os nossos passos as nossas histórias em que é pet e eu sei que a história dos nossos filhos vão se repetir também e isso que me enche o coração de alegria então não foi só para nós essas vitórias mas os nossos filhos estão tendo essas vitórias eu até tenho aqui umas fotos agora é outra coisa que bonita é que deus nos deu também uma sonoras que são bençãos não é benção a nossa de oração são todas as chamadas por ministério três duas delas são filhas de pastor né ah e a outra é filho de evangelista plantador de igrejas a mãe fez teologia pode e vamos ver aqui aqui trocar são três nora tá aqui quando chegamos a cidade de braga assim aquele cada música bonita moça bonita brasil depois de portugal é foi quando nós viemos do de portugal continental e voltamos para o brasil nossos filhos já eram adolescentes né agora o que me encanta e me lembrada da vida a nossa dos açores também que eles pequenos participavam conosco né dos grupos nas casas e essa este ano a minha filha nessa idade foi que organizou todo o programa de natal lá nos açores aqui eles participando cantando sempre participando dos coros dos corpos infantis aqui é açores missões viu trabalho de missões e aqui é na escola a escola bíblica de férias os quatro que vem para casa hoje que nós alugamos e o nosso carro primeiro essa experiência não contei né nós chegamos os açores foi o tempo que houve a volta dos dos portugueses que estavam nas colônias quando houve a independência da guerra então os portugueses voltaram e os retornos e também os africanos quiseram vir para portugal então já não tinha casa para alugar então houve momentos muito bons que nós estamos na casa de uma missionária dormindo todos um quartinho só e foi quando nós oramos as noites pedindo a deus uma casa e era muito gostoso ouvir as crianças pedindo a deus uma capa que realmente deus nos deu essa casa é e no paraguai aconteceu uma coisa muito interessante não havia luz elétrica noite eu ou durante o dia todinho então nós não temos televisão por exemplo nem ligava aí foi quando o raulison pequenos o realizou que estava aprendendo a ler compramos muitas revistas em quadrinhos da bíblia né esse menino lia e devorou os livros os quadrinhos da bíblia então de pequeno ele tem cultura bíblica aliás qualquer criança pode ter né e mas isso foi uma benção não terá que a televisão em casa foi uma benção e ele leu moça e nós dávamos e nós dávamos muitos livrinhos para eles né para ele estudar gente eu sinto muito te ver muito mais história pra contar mas o cheiro de bolo tá tão bom que tem bolinho face da van damme ela não bom vamos lá ver um foto aqui que se você quiser aproveita compartilha se inscreva no canal vai ter muito mais história aí pela frente de saber até para vocês tchau e para nós comer bolinho e ouvir mais histórias deus abençoe e até o próximo vídeo tchau tchau tchau